Fechamento precoce de moleira

Fechamento precoce de moleira

image

image
Mamães que nos lêem, hoje venho, contar para vocês a minha experiência com a suspeita de fechamento precoce de moleira quando Heitor tinha 3 meses de vida. Vou começar explicando o que são as fontanelas ou moleiras.

As áreas fibrosas localizadas nos pontos de união das suturas são denominadas fontanelas (popularmente conhecidas como moleiras). As fontanelas podem ser palpadas com uma das mãos. Elas permitem, no momento do parto, uma redução grande do volume da cabeça fetal pela sobreposição dos ossos do crânio. Esta redução de volume facilita a expulsão do feto para o meio externo no

As cranioestenoses podem ser classificadas de acordo com a sutura envolvida.
De acordo com a sutura fechada, ou seja com a localização do fechamento precoce, a cranioestenose recebe algumas denominações específicas.
* Escafocefalia: fechamento precoce da sutura sagital.
* Plagiocefalia Anterior: fechamento precoce da sutura coronal unilateral
* Braquicefalia: fechamento bilateral da suturacoronal.
* Plagiocefalia Posterior: fechamento precoce da sutura lambdoide.
* Trigonocefalia: fechamento precoce da sutura metópica.
O fechamento precoce das suturas,(ou seja a calcificação do espaço que chamamos moleira), pode ocorrer em bebês, gerando um encarceramento do cérebro, uma condição grave que pode causar deformidades na cabeça e até graves lesoes neurologicas.Na época o pediatra pediu que eu passasse Heitor o mais rápido possível pelo neurocirurgiao para ser avaliado.Eu nunca tinha ouvido falar que fechar a moleira fosse perigoso e me alarmei.Os objetivos da cirurgia são criar condições para que o cérebro da criança desenvolva-se normalmente e não haja prejuízo intelectual e de outras funções e corrigir as alterações estéticas no crânio.

Corremos ao neuro, e ele a principio mandou fazer um raio-x do cránio para observar como estavam as suturas, caso elas apresentassem realmente um fechamento precoce (calcificação) seria necessario a cirurgia para criar espaços no crânio e não ocorrer o encarceramento do cérebro.
O tratamento cirúrgico é individualizado para cada tipo específico e as técnicas variam amplamente não só com o tipo de sutura envolvida mas também com a idade da criança.
Resumindo, fizemos o exame e retornamos ao médico, mas graças a deus a fontanela do heitor nao estava calcificada e ainda tinha espaço para o cérebro crescer e o crânio se desenvolver . É muito importante que seja diagnosticado o fechamento precoce da fontanela, pois a partir do diagnóstico é realizada uma cirurgia simples (se comparada as outras) e corrigido o problema, geralmente a cirurgia é por volta de 8 meses. No caso do Heitor nao foi necessário, só fizemos mesmo o acompanhamento mensal com o médico, que realizava a mediçao do perímetro cefálico, mas graças a deus Heitor estava totalmente dentro das medidas de crescimento.Fez o acompanhamento até um ano e agora aos 14 meses cresce feliz e saudável..graças a deus. Este post é antigo no nosso Instagram mas achei válido trazer para o blog caso alguma mamãe tenha esse diagnóstico 😉”