image
Sim eu tive essa vontade,eu tive a fase de achar meu filho mais que especial,isso acontece😂😂,pode se traduzir isso também,como a famosa mãe corujona,eu acho que desde que isto não se torne uma cobrança,ou uma questão que mais diz respeito á projeções de pais e mães (hello!me reconheço aqui🙋🏻),é normal nos deslumbrarmos quando nos tornamos recém mamães,achar que nosso filho faz coisas suuuper diferentes,que nossa,como ele é esperto,mas se esse sentimento se perpetuar,pode não ser legal,você pode acabar se tornando uma mala ambulante sem rodinhas na chuva,que é sempre “a mãe do incrível”,o mais esperto,o diferente,o precoce,e isso diz muito mais sobre você do que sobre seu filho.Vamos corujas mas sem pesar no tom,pra não parecermos malas!E segue um texto excelente da Cris Leão que explica bem isto😉Bom domingo mamaes😘😘😘
babysaudavel“Meu filho não é minha tela para pintar

Nem meu diamante para polir

Meu filho não é o meu troféu para mostrar ao mundo

Nem minha medalha de honra

Meu filho não é uma ideia, uma expectativa ou uma fantasia

Não é meu reflexo nem meu legado

Meu filho não é o meu fantoche ou um projeto

Não é a minha batalha ou o meu desejo
Meu filho está aqui para gaguejar, tropeçar, tentar e chorar

Aprender e se atrapalhar

Errar e tentar de novo

Ouvir o som da batida de um tambor tímido para nossos ouvidos adultos

E dançar para uma música que se revela na liberdade

Minha missão é caminhar ao seu lado

Estar perto na possibilidade infinita

Curar minhas próprias feridas

Preencher meu próprio vazio

E deixar meu filho voar”

Lindo, não é?

Por Cris Leão